Estrada Serramar: Conleste solicita reparos na RJ-142

A estrada Serramar, RJ-142, liga Nova Friburgo e Casimiro de Abreu e é importante para a agricultura e o turismo.

Certamente, a agricultura familiar e o turismo verde são extremamente importantes no cenário econômico da região Leste Fluminense. No entanto, a falta de estrutura e de investimentos acabam por dificultar o desenvolvimento desses setores. Com efeito, a estrada Serramar tem sido alvo de grandes dificuldades logísticas.

Nesse sentido, na última sexta-feira (17/08), o Conleste protocolou um ofício junto ao DER-RJ, provocando melhorias na RJ-142. Com o apoio de mais de 20 secretários municipais tanto de Agricultura, quanto de Turismo o documento solicita reparos imediatos. A saber, o prefeito Paulo Dames, de Casimiro de Abreu também compôs o quórum da solicitação junto ao consórcio.

A estrada SERRAMAR

Em resumo, a RJ-142 liga importantes pontos turísticos regionais. Isso porque a estrada Serramar localiza-se entre o distrito de Lumiar, em Nova Friburgo, e Casimiro de Abreu.

Inegavelmente, a estrada tem sido alvo de deslizamentos e interdições com muita frequência. Dessa forma, aumentam, cada vez mais, a dificuldade no escoamento de produtos agrícolas. De maneira idêntica, aumenta o risco de acidentes não só para os operadores logísticos, como também para
moradores e turistas.

A solicitação do Conleste junto ao DER-RJ

O Departamento de Estradas de Rodagem do Rio de Janeiro (DER-RJ) é responsável pela conservação e construção de rodovias estaduais. Em virtude de suas competências, o Conleste protocolou o ofício solicitando melhorias na RJ-142.

No entanto, o Conleste pretende provocar outros departamentos do estado. Nesse sentido, o diretor João Leal, afirmou que solicitará o apoio das Secretarias de Estado de Agricultura e de Turismo. Além disso, será solicitado o apoio do vice-governador, Cláudio Castro, por acreditar no turismo e por sua força institucional no DER-RJ.

Conleste na amenização dos impactos

Por fim, vale reforçar que a Prefeitura de Casimiro de Abreu, nos limites de sua competência, tem realizado reparos na estrada. No entanto, faltam-lhes recursos financeiros e maquinários.

Fato que, aliás, tem sido constantemente tratado pelo Conleste. Nesse ínterim, o consórcio tem realizado articulações em níveis estadual e federal para garantir acesso a recursos tanto para o setor AGRO, quanto para o turismo.

Acompanhe as nossas mídias para saber sobre o andamento dessas ações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *