Gás Natural terá livre mercado no Rio de Janeiro

A abertura do mercado do gás se aplicará apenas para consumidores que demandam mais de 10 mil m³ de gás natural por dia.

Nesta quarta-feira (12/02), a Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Rio (AGENERSA) optou pela abertura do mercado de Gás Natural no Estado do Rio de Janeiro.

De acordo com o Jornal O Globo, o Rio é o primeiro estado do país a abrir o mercado de distribuição do gás. A partir de agora, o consumidor que demandar mais de 10 mil m³/dia poderá optar de qual empresa comprar o gás natural.

Antes disso, todos os consumidores (residenciais, industriais e comerciais) compravam gás natural apenas da Naturgy. Anteriormente, conhecida como a distribuidora estadual CEG.

Com esse novo modelo de negócios, qualquer distribuidora de gás poderá construir seu próprio gasoduto. Isso promete gerar maior competividade e melhores oportunidades de compra para os consumidores.

De acordo com o Presidente da AGENERSA, Luigi Troisi, as novas medidas reduzirão os preços do combustível em até 16%. Vale ressaltar, no entanto, que a abertura do mercado do gás não se aplica a residências.

Diretor João Leal, do Conleste, na audiência da Agenersa sobre a abertura do mercado de gás natural.

O diretor João Leal afirmou que, “todo avanço regulatório que permita o ingresso de novos atores no Gás será bem-vindo. É importante aumentarmos a competitividade neste promissor setor energético de baixa matriz de carbono.”

Disse ainda, “Vislumbra-se promissor cenário econômico para o Leste Fluminense. Ainda mais quando pensamos no imenso potencial de Gás Natural a ser processado no COMPERJ.


O relatório do processo, bem como todas as manifestações relativas ao Estudo estão disponíveis no site da Agenersa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *