Construção da República do Conleste receberá apoio privado

Nesta terça-feira (06/08) o Conleste se reuniu com a Comissão de Articulação de Programas Sociais (COAPS) do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) e com as empresas Conde Caldas Arquitetura e Riomix traçar uma parceria entre as esferas públicas e privadas para a construção da República do Conleste.

O último encontro sobre o tema aconteceu em Itaboraí, no dia 30 de julho, durante uma visita técnica ao terreno cedido pela Prefeitura local para a construção do projeto piloto da República do Conleste. Na ocasião, a juíza da 2ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso da Capital e integrante (COAPS), Glória Heloíza Lima parabenizou a cidade de Itaboraí por receber esse projeto.

“Um marco inicial da realização desse projeto social de inclusão dos jovens entre 18 e 21 anos, que não foram adotados ou foram abandonados e estão em situação vulnerável. Esse projeto vem do desejo de promover a continuidade da proteção social necessária daqueles que ainda não conquistaram a sua autonomia financeira. O Projeto República Consorciada foi um pedido da COAPS aos prefeitos do Conleste e a cidade de Itaboraí deu o primeiro passo adotando essa proposta, mostrando um olhar humanizado e sensibilizado com relação às políticas públicas sociais” disse a Juíza.

No encontro desta semana foram firmadas parcerias entre público e privado para a construção da casa que dará sede a República do Conleste. A empresa Conde Caldas Arquitetura será a responsável pela elaboração do projeto arquitetônico, enquanto a Riomix fará parte de todas as etapas da construção através da doação do seu principal produto, a argamassa.

Para o Diretor Geral do Conleste, Dr. João Leal, a participação da iniciativa privada possibilita a melhor execução do projeto, assim como possibilita maior agilidade na entrega da construção. “A parceria da iniciativa privada em projetos sociais é de extrema importância para darmos andamento em pautas como a República do Conleste. Além disso, precisamos da união de todas as frentes – Governo, TJRJ, Conleste, iniciativa privada e sociedade civil – afinal, lutar por uma sociedade mais justa e igualitária é um dever de todos.”

O Diretor da Riomix Argamasssa, Rafael Vieira, disse que a empresa acredita que toda iniciativa que tem um potencial de impacto positivo na nossa comunidade deve obrigatoriamente ter a participação em união dos setores público e privado. “Quando fui apresentado ao projeto pelo Diretor Geral do Conleste João Leal, com uma breve apresentação e sabendo que o Município de Itaboraí saiu na frente com a doação do terreno para a República, em uma região central da cidade, senti ali que a nobre iniciativa tinha potencial pra atingir os seus objetivos e sendo a Riomix uma empresa orgulhosamente instalada no coração do Conleste, em Duques, Itaboraí, de pronto me comprometi a ajudar da melhor maneira dentro das nossas possibilidades. Não existe desenvolvimento sustentável sem interação com a comunidade local e a sociedade em geral, e isso só se alcança com trabalhos como esse. Em nome da Riomix Argamassa parabenizo o Conleste e seus municípios unidos, ao TJRJ e a todos os atores dessa nobre iniciativa”, disse o empresário.

Também estiveram presentes nesse encontro, a Desembargadora Renata Cotta; a Juíza  Glória Heloiza; o Subsecretário de obras de Itaboraí, Rony Adriano; a Secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Niterói, Flávia Mariano; o Secretário de Assistência Social de Maricá, Jorge Castor; o Diretor Geral do Conleste, Dr. João Leal e o Diretor de Planejamento, William Marins; Além dos empresários, Rafael Vieira, Diretor da Riomix e  Sérgio Conde Caldas, da Conde Caldas Arquitetura.

 Na próxima terça-feira (13/08), será realizada uma segunda visita técnica ao terreno. Desta vez, a empresa Conde Caldas Arquitetura estará presente para que possa iniciar o projeto arquitetônico da construção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *