Conleste realiza o Fórum Técnico de Meio Ambiente em Guapimirim

Nesta segunda-feira (10/06), o Conleste realizou o Fórum Técnico de Meio Ambiente, na Prefeitura Municipal de Guapimirim. As discussões do encontro foram entorno dos temas: proteção aos mananciais e bacias hidrográficas; desenvolvimento de políticas públicas de reciclagem e compostagem domiciliar; estruturação técnica do setor de fiscalização das secretarias municipais da região; e desafios e alternativas para o tratamento do chorume.

Da direita para esquerda, Prof. Felipe Brasil – Diretor Técnico do Ambiente Brasil Soluções Agro-Ambientais;
Pierre Dutra, Secretário de Meio Ambiente de Guapimirim; Osmar O. D. Filho, Gerente de Licenciamento do INEA; Prefeito de Guapimirim, Zelito Tringuelê; Dr. João Leal, Diretor Geral do Conleste; Prefeito de Cachoeiras de Macacu, Mauro Soares; e Omar Kirchmeyer, Subsecretário de Saneamento Ambiental – SEA/RJ.

Para compor a mesa, o Fórum Técnico do Conleste contou com a presença de representantes de órgãos fundamentais para tratar de Meio Ambiente como o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e Secretaria de Estado de Ambiente (SEA). Também estava presente o único parlamentar do Rio de Janeiro a compor a Comissão do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, o Deputado Federal Joziel. Além desses, estavam o Diretor Geral do Conleste, João Leal e o Professor Felipe Brasil, representando a empresa Ambiente Brasil Soluções Agro-Ambientais. Para participar da discussão e prestigiar o evento, o Prefeito anfitrião, Zelito Tringuilê, e o Prefeito de Cachoeiras de Macacu, Mauro Soares também estavam presentes.

Discurso do Deputado Federal Professor Joziel

Na abertura do Fórum o Secretário anfitrião, Pierre Dutra, aproveitou a oportunidade para contar sobre a realidade de Guapimirim e a importância deste Município para o abastecimento de água da região. Ele afirmou que as bacias hidrográficas de Guapimirim e de Cachoeiras de Macacu são as ‘caixas d’água’ de parte da região do Conleste abastecendo os Municípios de Niterói, São Gonçalo, Magé, Itaboraí e Maricá, além da Ilha de Paquetá. Em uma entrevista, o Secretário Pierre afirmou “precisamos de investimentos em saneamento básico, coletas de lixo eficazes, tratamento de resíduo sólido e refiltração dos mananciais e das nascentes e matas ciliares para conseguirmos manter o abastecimento para os outros municípios”.

Para o Professor Felipe, existem diversas possibilidades de criar novas cadeias de negócios através do aproveitamento e valorização dos resíduos gerados na região do Conleste. Segundo ele, com a união dos Municípios do Consórcio seria possível criar um arranjo produtivo local dos resíduos. A criação deste local envolveria a questão dos aterros sanitários e criaria novas oportunidades de emprego e renda, circulação da economia com os catadores de recicláveis e atrairia companhias que utilizam resíduos para uma série de possibilidades industriais, por exemplo, o aproveitamento energético desses materiais.

O intuito dos Fóruns Técnicos organizados pelo Conleste é exatamente trazer novas possibilidades, trocas de experiências e caminhos alternativos para solucionar questões enfrentadas pelos nossos Municípios. Além disso, o Conleste, através da criação de projetos e da cooperação, busca solucionar as demandas que surgem dos próprios consorciados, sejam elas de agricultura, administração, cultura, meio ambiente ou outros.

Componentes da mesa e Secretários Municipais de Meio Ambiente.

Outro ponto em que o Conleste atua é na criação de pontes entre as demandas dos municípios e busca por soluções nos Governos Estaduais e Federais. Conforme o Deputado Federal Joziel afirmou no Fórum Técnico do Conleste, “ para ter uma pauta de solução é necessário passar por três pontos: simplificar as ações, racionalizar e torná-las objetivas. Sem isso criamos um desdobramento infinito e acabamos não conseguindo uma conclusão.” Por isso, o Conleste trabalha na criação desse tripé que permite alcançar resultados positivos para toda a região do Consórcio. O próximo desdobramento do Fórum de Meio Ambiente será a criação de um grupo virtual com todos os secretários e técnicos presentes no evento, para que o Conleste possa conduzir as pautas e projetos que serão pensados em conjunto. Ontem, além dos nomes já falados, estavam presentes representantes dos Municípios de Cachoeiras de Macacu, Casimiro de Abreu, Guapimirim, Itaboraí, Magé, Rio Bonito, Saquarema, Silva Jardim, Tanguá e Teresópolis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *