Fórum Técnico de Cultura do Conleste reúne Estado e Municípios, em Teresópolis

O Fórum contou com a presença do Secretário de Estado de Cultura e Economia Criativa, Ruan Lira, e de Secretários de Cultura de onze Municípios do Conleste.

A Prefeitura Municipal de Teresópolis abriu as portas nesta quinta-feira (30/05) para a realização do Fórum Técnico de Cultura do Conleste, que contou com a presença do Secretário de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio, Ruan Lira, e os Secretários Municipais de Cultura dos Municípios do Consórcio. O encontro contou com apresentações do Conleste sobre novos projetos para as Secretarias Municipais e Estadual de Cultura como a interiorização do Carnaval e a divulgação dos pontos culturais da região. Além disso, foram debatidos assuntos como incentivos fiscais e patrocínios, candidatura na Rede de Cidades Criativas da UNESCO, entre outros.


Da esquerda para direita, Secretário de Estado de Cultura e Economia Criativa Ruan Lira; Diretor Geral do Conleste, João Leal; Vice-Prefeito de Teresópolis,
Ari Boulanger; Sócia da RKF Consultoria, Patrícia Moreno; e Secretária de Cultura de Teresópolis, Cléo Jordão.

A presença do Secretário de Estado Ruan Lira foi de grande importância para todos os municípios do Conleste. Os Secretários Municipais tiveram oportunidade de falar sobre os desafios encontrados nas cidades, de tirar dúvidas sobre os investimentos do Estado e outros assuntos. Em seu depoimento, o Secretário afirmou que “o Conleste é um grande integrador e construtor de pontes de desenvolvimento dos 15 municípios que ele abraça da região leste fluminense. Tenho certeza que com esse diálogo aberto, com essas demandas chegando de uma forma mais completa, mobilizada, de uma forma mais coesa para o Estado, nós temos mais condições de entender quais são as prioridades desses municípios e assim agir de acordo com a pasta que é a cultura e a economia criativa.”

Entrevista com o Secretário de Estado Ruan Lira.

As apresentações do Conleste foram feitas por João Leal, Diretor Geral do Consórcio. A primeira pauta a ser apresentada foi o “Carnaval Sustentável”. O conceito deste projeto se desenvolveu a partir da ideia de desenvolvimento sustentável, ou seja, uma atividade formada por um conjunto de ideias, estratégias e demais atitudes ecologicamente corretas, economicamente viáveis, socialmente justas e culturalmente diversas.

O Carnaval Sustentável foi pensado por conta da falta de ações de economia criativa no interior do estado, aliado a carência de ações efetivas de responsabilidade e inclusão social, que contribuam para a consolidação do relacionamento socioambiental, entre as instituições culturais, o poder público e a sociedade civil. A iniciativa, portanto, demandará a organização de um com a participação dos 15 Municípios da região, cujo diferencial será o respeito ao meio ambiente.

Apresentação do Diretor João Leal sobre o Projeto Carnaval Sustentável.

O segundo projeto apresentado pelo Diretor Geral, foi o “Caravana do Conleste”. Nesta iniciativa o foco é fortalecer a identidade da região e o sentimento de pertencimento dos habitantes e da opinião pública através da criação do valor social, comercial e político sobre os atrativos culturais do leste fluminense. Um dos primeiros desafios para a realização deste projeto é a construção de uma identidade única para a região do Conleste, já que esta possui grande diversidade natural, cultural e econômica.

A Caravana do Conleste recebeu esse nome porque o principal intuito é que seja um projeto cultural que se desloque por várias localidades promovendo, de forma itinerante, atividades existentes na região. Com essa iniciativa, o projeto conseguirá realizar um intercâmbio cultural que, através das trocas, gerará oportunidades de investimentos e negócios, promoção artística, culinária, entre outros.

O evento contou com a presença de Patrícia Moreno, sócia da RKF Consultoria, empresa que tem expertise em elaborar projetos culturais e/ou esportivos utilizando os benefícios propostos por leis municipais, estaduais ou federais, como a Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet). Em sua vida profissional, a sócia da RKF já prestou serviços para eventos como Olímpiadas 2016, Rock in Rio, Bienal do Livro, entre outros. No Fórum Técnico de Cultura, ela contribui com o seu conhecimento e deu resposta a várias dúvidas dos Secretários Municipais sobre a utilização dos incentivos fiscais oferecidos pelo governo.

O terceiro assunto apresentado foi a candidatura de Itaboraí e Niterói à Rede de Cidades Criativas da UNESCO. O Secretário de Cultura de Niterói, Daniel Barreto, contou um pouco sobre a jornada do Município nos avanços de audiovisual, categoria na qual a cidade concorrerá à Rede. Para falar da candidatura de Itaboraí, foi convidado ao palco o Consultor contratado pelo antigo Ministério da Cultura para atender a cidade, Marcelo Manzatti. Em sua fala, o consultor demonstrou alguns dados que comprovam como o investimento em cultura, retorna aos lugares em forma de aquecimento da economia local, reforçando o objetivo do Fórum Técnico do Conleste.

Da direita para esquerda, Diretor Geral João Leal; Secretária de Cultura de Maricá, Andrea Cunha; Secretários de Cultura de Nova Friburgo, Mário José Bastos; e Secretário de Cultura de Niterói, Daniel Barreto.

Na troca de experiências do evento, a Secretária de Cultura de Maricá, Andrea Cunha, contou sobre o projeto que está sendo implementado no Município, as Lonas Culturais. Ela afirmou que “nessas lonas vão acontecer várias atividades para interagir com a comunidade local, com as potencialidades que tem ali (…). Tudo isso para que façamos um trabalho em que aquelas famílias se sintam donos daquele espaço, que se apropriem”. Para a Secretária, os eventos do Conleste trazem realmente uma integração entre os 15 municípios e facilitam a troca de informação e chegada no Estado. Além disso, afirmou que “a troca de ideias é fundamental e que o intercâmbio de ações enriquece muito todos os municípios.” O evento contou ainda com a presença dos Secretários de Cultura dos Municípios de Casimiro de Abreu, Itaboraí, Magé, Maricá, Tanguá, Nova Friburgo, Rio Bonito, Saquarema e Silva Jardim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *